Notícias

Mostra retorna com o melhor da dança contemporânea do DF

Passarão pelo palco e pelo foyer da Sala Martins Penna do Teatro Nacional, espetáculos das três companhias mais experientes e atuantes no cenário da dança de Brasília

Tamanho da Fonte     Da Redação  Redação CerradoMix

Uma parcela significativa dos grupos e artistas da dança contemporânea de Brasília reunidos num mesmo projeto. Assim é a Mostra de Dança XYZ que chega à sua segunda edição, após três anos de intervalo. E chega com muitas novidades. Além das apresentações, será realizado um debate com o tema A Dança Contemporânea Brasileira e Suas Fronteiras, na área de formação e reciclagem foram programados quatro workshops gratuitos direcionados a bailarinos e atores da cidade, com os artistas convidados. Dentro do site do evento, foi criado ainda um link para a participação do público, que poderá enviar seus comentários sobre cada espetáculo. A Mostra de Dança XYZ acontece de 3 a 7 de junho, de quarta a domingo, no Teatro Nacional.

 

 

Com direção geral e curadoria de Marconi Valadares, passarão pelo palco e pelo foyer da Sala Martins Penna do Teatro Nacional, espetáculos das três companhias mais experientes e mais atuantes no cenário da dança de Brasília atual - Alaya Dança, Anti Status Quo e Basirah - e trechos dos trabalhos emergentes do Margaridas Grupo de Dança e do bailarino Ary Coelho.

 

A programação inclui também atrações de outras cidades, apostando na proposta de intercâmbio de idéias sobre a linguagem da dança contemporânea com os artistas mineiros Vanilton Lakka, Cris Oliveira e Carlos Arão. Ingressos a preços populares (R$ 10,00 e R$ 5,00, a meia) para os espetáculos da Sala Martins Penna, e com entrada franca para as performances do Foyer.

 

 

 

Uma das grandes surpresas desta segunda edição do projeto é a proposta de interação com os espectadores, através do programa Três Olhares e Uma Dança, que abre espaço para a publicação de críticas, impressões no site da mostra http://www.dancaxyz.com.br. Assim, cada trabalho apresentado poderá ser analisado a partir de várias perspectivas, além de receber os comentários dos convidados especializados: João Antonio, ator, diretor e professor de teatro em Brasília, e Jaime Gesisky, escritor, que escreveram também na primeira edição.

 

A abertura do XYZ será com a Antistatusquo Cia de Dança estreando o espetáculo Autorretratodinâmico no dia 3; o Basirah apresenta o espetáculo 2, no dia 4; no dia 5 é a vez do Núcleo Alaya Dança com quatro trabalhos do projeto “Origem...Corpo Sonoro”. No sábado, dia 06 de junho a dança sai do palco e ocupa o Foyer da Sala Martins Penna com trechos dos espetáculos Samambaia, do Margaridas Grupo de Dança; Desconexadança, do bailarino Ary Coelho, e Cidade em Plano da Antistatusquo Cia de Dança, além de uma artista de Minas Gerais, a bailarina Cris Oliveira, que realiza a performance Para Todas as Marias. No domingo, dia 7, fechando a programação, dois trabalhos mineiros serão apresentados: O Corpo é a Mídia da Dança?, de Vanilton Lakka, e Coca Cola e Guaraná, de Carlos Arão e Cris Oliveira.

 

A programação completa estará disponível no site www.dancaxyz.com.br.


Classificação Atual       ( 0 ) Dê a sua classificação:      

Comentários

  Deixe seu comentário